A Airfluencers preza pelo bem estar de seus cliente e funcionários!

Por conta do novo Coronavirus, a empresa toda fará home office de 16/03 a 20/03. Mas não é por isso que deixaremos de atendê-los da mesma forma de sempre!

Pedimos somente que, caso tenha alguma dúvida ou problema, nos contate pelo chat da plataforma (balãozinho rosa à direita da janela), site, e-mail, ou via direct de nossas redes.

Por Airfluencers

Em 09 de December de 2020

Durante a Black Friday você chegou a assistir alguma Live Commerce? Live commerce são aquelas lives patrocinadas por grandes marcas mostrando suas ofertas através do streaming de vídeo. Se a resposta for negativa, eu devo te informar que essas lives tiveram ao todo 1,4 milhões de visualizações apenas no YouTube. Marcas como Magazine Luiza, Americanas, Amazon, IFood e Icarros investiram nessa forma para se aproximar do consumidor e gerar vendas durante a Black Friday. 

 

Nosso time de LAB, especialistas em campanhas com influenciadores, participou das maiores campanhas de Black Friday este ano e reuniu os 6 maiores aprendizados que todos os profissionais de marketing devem saber para traçar sua estratégia em 2021:

  1. 1) Neste ano, as lives, principalmente as musicais, bateram todos os recordes de público. Das dez maiores lives do mundo, 7 são brasileiras. Isso mostra que esse formato está em alta entre os consumidores. O YouTube foi a principal plataforma. 

 

 

  1. 2) Embora o YouTube tenha sido a plataforma principal, ela foi apoiada por outras plataformas, desde canais de TV à cabo como Multishow, Twitter, Facebook, Instagram e TikTok. Com essas apresentações ganhando espaço em outras redes, o atingimento das mensagens foi elevado exponencialmente.

 

  1. 3) Todo o conteúdo apresentado foi pensado como entretenimento, ou o que nós chamamos de Shoptainment. O consumidor não suporta mais a propaganda de produtos, ele quer se divertir e se os produtos forem ofertados enquanto ele se diverte, tudo fica muito mais leve. Shows de música, games, challenges, coreografias. Tudo foi pensando para que ao se divertir o consumidor também tivesse interesse em dar uma olhada nas ofertas e, é claro, comprar! Muitas vezes você não consegue assistir a um anúncio por 30 segundos, mas muita gente assistiu a live das Americanas que durou mais de 4 horas!

 

  1. 4) Embora muitas lives tenham sido feitas numa escala de superprodução, isso não significa engajamento. Lives mais simples feitas com poucos influenciadores e pouca produção podem rivalizar com lives de grandes marcas. Tudo depende da capacidade da marca de co-criar com o influenciador de uma forma que todo conteúdo esteja de acordo com o público do influenciador e da marca.

 

  1. 5) O trabalho dos influenciadores foi essencial. Mestres em falar com suas audiências, em entreter e educar, eles garantiram o interesse das pessoas durante horas e foram compartilhados e comentados nas redes sociais. Os influenciadores conseguem emprestar seu carisma para a marca e conseguiram  mostrar os produtos de uma forma muito mais interessante do que uma simples propaganda faria. 

 

 

  1. 6) O uso dos apps das lojas e QR codes facilitou todo o processo: bastava que a pessoa apontasse seu smartphone para a tela ou acessasse o app da loja para ter acesso a todos os descontos. Quanto mais facilitada seja a vida do consumidor para a compra, mais rápido ela se efetiva.  

 

 

E você, profissional de marketing já pensou em utilizar a live commerce em sua estratégia? Se quiser saber mais sobre essa estratégia, é só entrar em contato com o nosso time clicando aqui!