A Airfluencers preza pelo bem estar de seus cliente e funcionários!

Por conta do novo Coronavirus, a empresa toda fará home office de 16/03 a 20/03. Mas não é por isso que deixaremos de atendê-los da mesma forma de sempre!

Pedimos somente que, caso tenha alguma dúvida ou problema, nos contate pelo chat da plataforma (balãozinho rosa à direita da janela), site, e-mail, ou via direct de nossas redes.

Por Airfluencers

Em 04 de August de 2022

No último mês, a Youtuber Jout Jout, criadora de conteúdo desde 2014, anunciou em seu canal o encerramento das suas atividades. A criadora contou em seu vídeo que foi uma decisão pessoal, e que diversos fatores acabaram influenciando para a sua decisão.

Um dos fatores mais relevantes para a decisão de Jout Jout também foi a pandemia. Ela disse que a vontade dela de se comunicar, se transformou na vontade de ver as pessoas depois de dois anos de isolamento. Com o anúncio, as redes sociais se voltaram para o debate de como o comportamento entre as diferentes gerações de criadores de conteúdo e influenciadores deixam de ter como o seu foco principal a sua produção, e rumam para outros espaços.

Por mais que a profissão do futuro seja na internet, conseguimos perceber que as gerações mais velhas, que iniciaram as suas produções nas redes sociais momentos antes da explosão de influenciadores e de criadores digitais, têm migrado para outras direções. Como, por exemplo, a influenciadora Camila Coutinho, que pavimentou um caminho na internet desde 2006, quando criou o blog “Garota Estúpida.”

Diferente de Jout Jout que acreditou que um encerramento era a melhor escolha para o seu trabalho na internet, Camila rumou para a criação de uma empresa de cosméticos GE Beauty. Segundo ela, é um amadurecimento da sua visão de futuro, já que muitas vezes trabalhar com a internet pode causar certa instabilidade.

Um terceiro comportamento que também foi levantado no debate foi o comportamento inverso das necessidades imediatas das redes e o que se é postado. A criadora de conteúdo prioriza o ensino e a mensagem quando cria os seus conteúdos. Desde o início de seu canal, Nataly não tem vergonha de expor os seus pontos.

Mas, o que mais chama a atenção no jeito que Nataly utiliza a internet, seria o seu modelo “slow blogging”. Uma forma mais lenta e cuidadosa de se postar os seus conteúdos. Nataly comenta que antes ela sentia a necessidade de uma resposta pronta, e imediata, mas que agora, ela se prepara melhor quando for falar de um assunto, já que seu público está nichado em temas que precisam de estudo, e de um posicionamento melhor colocado de uma criadora que tem uma plataforma tão grande.

Esse comportamento de transição têm se fortalecido em influenciadores mais antigos, e tende a ser um novo jeito de se focar em um futuro dentro – e fora – da internet.

 

Leia mais conteúdos em nosso blog, clique aqui

 

FONTES: https://www.metroworldnews.com.br/entretenimento/2022/07/25/jout-jout-se-despede-do-youtube-nosso-trabalho-teve-efeito-no-pais/
https://boaforma.abril.com.br/equilibrio/nataly-neri/
https://g1.globo.com/empreendedorismo/noticia/2022/05/31/de-influenciadores-a-empresarios-criadores-de-conteudo-abrem-suas-proprias-empresas-para-depender-menos-das-redes-sociais.ghtml