A Airfluencers preza pelo bem estar de seus cliente e funcionários!

Por conta do novo Coronavirus, a empresa toda fará home office de 16/03 a 20/03. Mas não é por isso que deixaremos de atendê-los da mesma forma de sempre!

Pedimos somente que, caso tenha alguma dúvida ou problema, nos contate pelo chat da plataforma (balãozinho rosa à direita da janela), site, e-mail, ou via direct de nossas redes.

Por Victoria Golfetti

Em 04 de August de 2021

Para comemorar o dia dos pais, decidimos trazer, durante todo o mês de agosto, entrevistas com digital influencers papais, que compartilham conosco suas jornadas paternas nas redes sociais.

Para estrear essa série, no Influencers em Foco de hoje, tive o imenso prazer de conversar com Adriano Bisker (@paidecinco), digital influencer, advogado e pai de cinco, não necessariamente nesta ordem, como ele mesmo nos diz!

 

 

Durante a entrevista, falei com Adriano sobre sua relação com seus filhos, sobre como é ser pai de cinco crianças, sendo três delas trigêmeas, e sobre os desafios que enfrentou e os ensinamentos que obteve graças à sua trajetória paterna.

Mas, antes de passarmos à entrevista, vamos dar uma olhadinha no Card do Adriano, gerado pela plataforma Airfluencers?

Se liga:

 

Olha só o AirScore incrível do Adriano: 814! É um Score excelente, mostra que ele tem um público bastante engajado. Lembrando que, aqui na Airfluencers, nós consideramos os scores acima de 500 como bons!

O ícone laranja indica que Adriano fez 31 postagens nos últimos noventa dias, o que dá uma média de 2 postagens por semana!

Vemos, também, ao analisarmos o gráfico abaixo, que mostra as oscilações dos Airscore do Adriano nos últimos 90 dias, que seu Score se manteve bastante regular, tendo tido um pequeno aumento a partir do dia 20 de Julho deste ano!

Analisando também o gráfico abaixo, referente à base do Adriano, é possível observar que o seu público teve um pico de crescimento impressionante em 25 de junho e que, após essa data, houve uma queda, seguida por um ligeiro aumento do número de seguidores a partir do dia 25 de julho. Lembrando que essas oscilações são bastante comuns no mundo dos digital influencers!

Agora, dá só uma olhada nos principais temas tratados por Adriano em seu perfil! Os que encabeçam a lista são: Saúde, Audio Visual, Vida e Família e Moda!

 

Por último, separamos os três posts do Adriano que melhor performaram em seu perfil nos últimos 90 dias. Olha só:

 

Viu só o quanto de informação valiosa sobre o perfil de influenciadores a nossa plataforma pode oferecer a você? Clique AQUI e conheça todos os nossos planos!


Agora, vamos ao que interessa: a entrevista!  Pegue algo gostoso e quentinho para beber e aprecie a leitura!

 

 

AIR: Adriano, primeiro, gostaríamos de agradecer por topar nos conceder esta entrevista. E, pra começar, queremos saber: como você começou essa sua jornada como influenciador?

ADRIANO: Foi exatamente seis meses antes do nascimento das minhas trigêmeas: apesar de já ser pai de dois, tinha muitas dúvidas em relação a múltiplas questões: como era, o que comprar… e passei a pesquisar muito, mas não achava quase nada de informações. Foi quando comecei a escrever em meu primeiro vlog minhas reflexões, dicas de compras, etc. Como adoro ler e escrever, tinha facilidade na elaboração dos textos, passei a receber elogios de amigos e, assim, fui em frente, com foco na paternidade!

 

AIR: Quais são os principais assuntos que você trata no seu perfil, por que você escolheu seguir por esse caminho de conteúdo e qual a importância, na sua opinião, de falar sobre as coisas que você fala? 

ADRIANO: Meu principal foco é contar que sim, a paternidade ativa é muito boa, tanto para o pai, filhos e, principalmente, para o núcleo familiar. Que o pai, ao participar, tem uma melhora do seu emocional e transmite isso para os filhos.  Jamais quis impor o que um pai deve fazer, mas sempre conto a delícia que é ser ativo no dia a dia, e não é dando presentes, mas sim sendo presente.
No começo, não dava tanta relevância para o que compartilhava, eram minhas opiniões pessoais. Mas tive um retorno bacana de pais (e mães) que questionavam sobre o tema e passei a me dedicar mais, escrever de forma leve e bem humorada sobre esta minha jornada com meus filhos.

 


AIR: Como você avalia o sucesso da sua página? 

ADRIANO: Penso que, no início, teve a parte do: “paiedcinco, quero só ver como ele lida com tudo isso!”, o que atraia muita curiosidade. Após esta fase, os meus seguidores viam que, sim, conseguimos “sobreviver”, e a conta foi tendo este crescimento bacana.

AIR: Sobre o público que te segue nas redes sociais: os homens são a maioria? 

ADRIANO: Por incrível que pareça, NÃO! A maioria é mulher mesmo, creio que ainda há uma certa resistência (bem menos agora, mas tem) dos homens seguirem outros homens, pois costumam deixar o tema paternidade/maternidade para as mães.


AIR: Seu perfil já foi alvo de haters? 

ADRIANO: Se não tiver haters alguma coisa está errada! Infelizmente, vivemos numa sociedade em que a opinião alheia passou a ser palco de desavenças, sempre faltando o respeito pela opinião do próximo. Aprendi na marra que certos temas têm de ser evitados, pois somente desvinculavam do propósito, que é, claro, a minha opinião. Afinal, a conta é minha, não é? Passei a divulgar mais o respeito à opinião alheia e, assim, consegui diminuir bastante os haters


AIR: Como você lida com as críticas? 

ADRIANO: Se for uma crítica construtiva, eu lido de forma positiva, afinal, em nenhum momento me coloquei no papel de “sei tudo”.  Eu erro, e muito. Mas aprendo com estes erros e busco me moldar para me tornar uma pessoa melhor. 


AIR: Como pai, quais foram os maiores desafios na gravidez?

ADRIANO: Cada filho é único e teve seus desafios. Mas três de uma vez foi (vem sendo) um grande desafio. A primeira fase da vida das trigêmeas teve muita entrega braçal, o que gerava um cansaço. Hoje, o desafio é a criação e educação de acordo com o entendimento que tenho com minha esposa (o que também gera um cansaço! Rs). 


AIR: Conta um pouquinho como foi a experiência com cada um dos seus cinco filhos! 

ADRIANO: Com o meu primeiro filho, teve uma fase de deslumbramento, inexperiência e inseguranças.
Com o segundo, estas inseguranças foram menores, mas, com a separação, passei por uma experiência que não imaginava: a de ter filhos que não moram comigo, isso foi bem complicado, vez que sou muito emocional e tive de trabalhar bastante meu psicológico para superar.
Já com as trigêmeas, foi um misto de força de vontade de querer o melhor aliado às aflições (que, hoje, parecem bobagens) que pairavam sob minha cabeça, as quais me deixavam com noites de insônia.
Mas a jornada que tenho com meus filhos melhora cada vez mais. Amo descobrir junto com eles as suas personalidades, característica e ajudá-los a se moldarem de forma que se tornem boas pessoas, de acordo com os meus valores e de minha esposa. 

 


AIR: O que mais te surpreendeu na paternidade? 

ADRIANO: Com certeza saber que viriam três de uma vez! 


AIR: O que mudou em você depois de se tornar pai? 

ADRIANO: Uma clássica pergunta! Cada um tem a sua experiência. No meu caso, foi trazer uma paz interior, (re)aprender a observar os pequenos detalhes da vida (ver as coisas através dos olhares dos pequenos). Aprendi (esta é básica) a valorizar ainda mais os meus pais e amar cada dia mais a minha esposa, uma guerreira! Agora, paciência eu tinha mais antes!


AIR: Como você enxerga o papel do pai atualmente? Hoje é mais comum encontrar homens que realmente criam os filhos, fazem dormir, trocam fralda, etc. Acha que esse cenário ainda está em transição ou é algo que realmente mudou com essa geração? 

ADRIANO: Creio que é muito cultural. Sim, temos um número (bem) maior de pais que realmente criam os filhos, como nos exemplos citados na pergunta. Sempre estamos em transição, mas ainda temos muito a evoluir, principalmente culturalmente.


AIR: O que você aprendeu com o seu pai? 

ADRIANO: Meu pai, ainda presente, com 80 anos, me mostrou como superar as diversas adversidades (principalmente por causa da minha surdez), ao me mostrar a importância de me impor, respeitar o próximo,  e eu valorizo demais isso, pois é parte de meu caráter.  Aprendi também que ninguém é perfeito, de forma que lido bem com isso na relação com meus filhos.

AIR: Qual o principal ensinamento que você quer passar para os seus filhos?
ADRIANO: Que sigam seus instintos, suas vontades, que respeitem o próximo independente de cor, sexo religião ou pensamentos. Que sejam boas pessoas e amem seus familiares.

 

 

AIR: Última pergunta: para aqueles que sonham em se tornar digital influencers (ou para aqueles em ascensão), quais dicas e conselhos para o sucesso você pode dar a eles?

ADRIANO: Para ser um Digital influencer não basta colocar fotografias ou fazer uma dança. Tem que estudar, aprender edição, ser antenado, ser natural e espontâneo. Ter outros como referência e não como cópia, ou seja, seja você mesmo e se divirta muito!