A Airfluencers preza pelo bem estar de seus cliente e funcionários!

Por conta do novo Coronavirus, a empresa toda fará home office de 16/03 a 20/03. Mas não é por isso que deixaremos de atendê-los da mesma forma de sempre!

Pedimos somente que, caso tenha alguma dúvida ou problema, nos contate pelo chat da plataforma (balãozinho rosa à direita da janela), site, e-mail, ou via direct de nossas redes.

Por Airfluencers

Em 02 de June de 2022

Haters Love to Hater: Comunidades que amam odiar:

Para cada pessoa que ama algo, existe em sua contrapartida alguém que odeia. Inclusive nas comunidades e nos fandoms. Por exemplo, imagine o cenário: estamos em uma sala recheada de pessoas, e uma delas se levanta e fala sobre o assunto do momento. Alguém, em determinado instante vai se levantar, e dizer que odeia aquilo. E então está criada a cultura de hater. 

Pessoas que amam odiar. 

E isso não se limita apenas aos fandoms, ou as comunidades que estamos inseridos. A cultura de ódio atravessa o limite de produções de mídias, e se expande para odiarmos pessoas, e suas opiniões. A cultura de ódio se encontra até mesmo dentro de uma democracia. 

Mas, porque precisamos opinar sobre algo, mesmo que seja algo que não entendemos e não gostamos? Porque temos a necessidade de ataque? 

De acordo com a professora Karolline Helcias Pacheco Acácio, a internet não só fomenta a cultura de ódio virtual, mas faz com que as pessoas se sintam protegidas por ela, já que, podemos usar outras imagens e nomes para nos representar, passando então a sensação de que sairão impunes do ódio que disseminam.

A discussão em uma sala se expande, e se torna a discussão em uma rede, e se expande, e se expande, até que em algum momento o começo de algo que partia entre gostar vs não gostar se perde, e se torna apenas ódio

Segundo Karolline, o perfil do agressor, ou da pessoa que comete esse crime de ódio muitas vezes se enquadra em um perfil emocionalmente frágil, de uma pessoa que sente a necessidade de expor. Mas, não se limita apenas a isso este perfil. 

Infelizmente, em um espaço em que muitas vezes protege o perfil do agressor, nos tornamos cada vez mais abertos aos ataques, e mais suscetíveis a sofrer a cultura de ódio.

 

Conheça as soluções em que podemos te ajudar no marketing de influência falando conosco 😄