A Airfluencers preza pelo bem estar de seus cliente e funcionários!

Por conta do novo Coronavirus, a empresa toda fará home office de 16/03 a 20/03. Mas não é por isso que deixaremos de atendê-los da mesma forma de sempre!

Pedimos somente que, caso tenha alguma dúvida ou problema, nos contate pelo chat da plataforma (balãozinho rosa à direita da janela), site, e-mail, ou via direct de nossas redes.

Por Airfluencers

Em 01 de October de 2021

Uma pesquisa realizada no Reino Unido mostra o impacto positivo que a representação de grupos sociais diversos tem na eficácia publicitária de longo e curto prazo.

O relatório Feeling Seen foi realizado em conjunto pela consultoria especializada em eficácia publicitária System1, os especialistas em mídia de diversidade DECA e a emissora comercial britânica ITV.

Foram analisados trinta anúncios que incluem grupos sub-representados, como negros, asiáticos, deficientes, idosos, LGBTQ + e mulheres. O System1 analisou as percepções sobre os anúncios entre as amostras de grupos minoritários representados. Ao todo, foram mais de 10.000 entrevistas com consumidores sobre os impactos dessas peças.

Buscando ir além das reações em redes sociais para medir, de fato, qual é eficácia de anúncios com essas características, o estudo concluiu, entre outras coisas, que há uma melhora na performance das métricas de longo e curto prazo, em comparação com a publicidade com representatividade padrão.

Mas como podemos aplicar a diversidade e gerar inclusão no Marketing de Influência?

“Diversidade”, no mundo dos influenciadores, diz respeito aos que refletem singularidades e abordam temas relevantes socialmente e que antes era limitado ao alcance de pequenos grupos.

A publicidade com pessoas “fora do padrão mainstream” tem um desempenho acima da média entre os consumidoresl, mas especialmente impulsiona o engajamento entre os grupos representados.

Essa forma autêntica e não tradicional de abordagem é a chave para quem está buscando também alcançar as gerações mais recentes, pois consomem e defendem as marcas que geram inclusão e abraçam as causas desses criadores de conteúdo.