A Airfluencers preza pelo bem estar de seus cliente e funcionários!

Por conta do novo Coronavirus, a empresa toda fará home office de 16/03 a 20/03. Mas não é por isso que deixaremos de atendê-los da mesma forma de sempre!

Pedimos somente que, caso tenha alguma dúvida ou problema, nos contate pelo chat da plataforma (balãozinho rosa à direita da janela), site, e-mail, ou via direct de nossas redes.

Por Airfluencers

Em 16 de October de 2020

Nosso time de insights faz mapeamentos constantes sobre os movimentos dos consumidores nas redes sociais e percebemos um crescimento nas discussões em torno do consumo sustentável. Por conta disso, organizamos uma live na última quarta-feira (14), com a influenciadora, engenheira ambiental e professora, Aline Matulja, sobre o futuro do consumo visando a sustentabilidade. Você pode conferir o vídeo na íntegra, clicando aqui.

Durante nossa live, a Aline compartilhou diversos dados e informações super importantes sobre o assunto como, por exemplo, a quantidade grotesca de plástico que consumimos diariamente, dicas de como nós podemos nos tornar mais sustentáveis e o que as marcas podem fazer para conscientizar mais e gerar menos impacto no meio ambiente. Além disso, foi possível entender qual é o futuro do consumo a partir do olhar de uma ambientalista que está diariamente em contato com as marcas.

Na nossa matéria, você vai conferir 11 das principais informações e dicas que a Aline compartilhou com o nosso time de pesquisa!

1. Hoje vivemos um contexto onde a população precisa em média de 3 planetas para proporcionar os recursos naturais necessários para manter o atual padrão de consumo.

2. De acordo com a ABRELP, Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, na pandemia a população aumentou o consumo de plástico em 25% principalmente por conta de pedidos com entrega delivery. Além disso, o plástico das embalagens é de um tipo único, que é justamente o pior porque nós usamos apenas uma vez, geralmente por meia hora e ele vai ficar no mundo até sua decomposição por pelo menos mil anos.

3. O plástico de uso único só com muita sorte vai para a reciclagem e muitas vezes seu descarte acaba sendo no meio ambiente, principalmente nos rios, que por fim, acabam nos oceanos. São mais de 8 bilhões de quilos de plástico que vão para os oceanos todos os anos.

4. Você ficou assustado com a informação acima né? Pois é, mas tem solução! A Aline conta de uma iniciativa muito conhecida hoje em dia, o Lixo Zero, que basicamente é quando o indivíduo aproveita e transforma os resíduos e alimentos em adubo, usando técnicas de aproveitamento integral de alimento, descarte correto do lixo e diversas outras iniciativas diárias para ajudar na redução do lixo no planeta. Você pode aprender os primeiros passos aqui!

5. O consumidor consciente compra menos e melhor, e daqui pra frente precisamos começar a repensar sobre tudo que consumimos. Ou seja, porque eu estou comprando? Eu realmente preciso disso? Eu vou usar esse material ou vai ficar guardado no meu armário? Esse material é durável e qual é a origem dele?

6. O consumo consciente tem muitas camadas e o consumo local é uma camada muito revolucionária. Quando a gente compra localmente, conseguimos falar com a pessoa que produziu e saber da onde vem o produto. Ou seja, ter informações próximas e até mesmo sugerir coisas melhores e mais sustentáveis como, por exemplo, uma embalagem mais sustentável ou o uso de algum produto que não agrida o meio ambiente. Esse é o tipo de poder que você tem quando compra de um produtor local.

7. Hoje nós já começamos a ter mais consciência sobre a valorização de produtores locais e da importância de apoiá-los. Agora com avanço da tecnologia, vai ficar cada vez mais fácil de encontrá-los. Como é o caso do projeto @Faz_a_Feira, citado pela Aline, que é um site que visa aproximar consumidores de diversos produtores locais que vendem desde cosméticos caseiros até alimentos de todos os tipos perto de você.

8. Para as marcas, a dica da Aline é procurar ao máximo seguir com as normas sustentáveis e buscar influenciadores que falem sobre o assunto para divulgar suas ações. Os influenciadores que abordam esse tema tem muito mais propriedade para falar sobre o assunto e conseguem explicar sobre o produto ou o serviço de forma que a audiência consiga entender.

9. O influenciador ambiental precisa ter acesso a informações. Ou seja, nem sempre a equipe de marketing vai conseguir explicar o lado técnico do produto, como por exemplo, como ele é feito, quais são os materiais usados na composição e se o produto é de fato biodegradável ou não. O influenciador pode acabar passando informações errôneas para o público. Por isso, é importante sempre ter uma equipe técnica apta a responder todas os questionamentos.

10. Outra dica da Aline para as marcas que querem se aproximar dos consumidores “verdes” é que primeiro, é preciso entender o novo consumidor que está surgindo e que é mais consciente e tentar ser o mais transparente possível com ele. A gente sabe o quão difícil é se tornar uma marca sustentável. É um processo longo que não ocorre do dia para a noite, mas é preciso começar aos poucos e de algum lugar, sendo sempre o mais sincero possível. Acredite, são nas pequenas atitudes que a sua marca cria laços mais firmes com o consumidor.

11. E por fim, a Aline resumiu o futuro do consumo em duas palavras muito significativas: consciência e transparência.

Hoje nós estamos conseguindo criar uma rede de consciência entre diversos movimentos diferentes e as marcas estão aprendendo a cada dia, em como se tornar mais transparentes e mostrar seu lado mais vulnerável.

Nós não somos apenas consumidores. Somos cidadãos planetários e desejamos que nosso planeta persevere. Não é preciso (ao contrário do que muitos pensam), fazer tudo de forma perfeita, mas sim, a cada dia, tentar ser um pouco melhor, porque a partir de pequenas atitudes que conseguimos evoluir cada vez mais.

Um pouco sobre a AirInsights: nossa área de pesquisa é focada em análise de tendências, comportamento do consumidor e insights para sua marca ou segmento. Se você quer melhorar a comunicação com o público ou sua categoria, entre em contato com o nosso time e faça um orçamento!